domingo, 26 de setembro de 2010

Tela mística

Poema inspirado na tela, acima, da artista plástica
Florbella (Reinadi Samapio), pintada apenas com
o dedo indicador, em óleo sobre tela.


Queria pintar uma tela onde te louvar
Sem pincéis, tinta, ou outro material
Só com a luz serena do teu olhar
A colorir uma paisagem intemporal

Queria acender um sol perfumado
Que reflectisse teu sorriso radiante
E projectá-lo num céu exaltado
A iluminar meu horizonte distante

Queria desenhar o mar profundo
À sombra dos teus braços abertos
E o amor que derramas no mundo
Num cenário de anjos despertos

E como a gaivota liberta de medos
Em que na tela me irei transformar
Voar sobre o cume dos rochedos
E no coração da tua luz mergulhar






poema escrito em 2010-09-26
Post views: counter

4 comentários:

rosa-branca disse...

Olá amigo Runa, gostei desta tela mística, do poema, mas adorei o poema NÃO SOU QUEM TU VÊS. Lindo. Beijos com carinho

Reinadi Sampaio disse...

Mais uma vez meu grande obrigada meu amigo!
Aqui deixo outra versão do olhar do
"Cristo de Redentor" sobre o Rio de janeiro,
numa releitura do meu olhar poético.
http://i251.photobucket.com/albums/gg291/florbellaba/P2070076.jpg

Reinadi Sampaio disse...

Obrigada meu amigo!
Ver minha tela retratada em versos de poesia é uma grande alegria para mim.

Que o Cristo sempre possa abençoar tuas palavras!
Bem haja!
Um abraço fraterno.
Reinadi.

Cantinho da Poesia disse...

Olá Runa, já lí alguns dos seus poemas e gostei muito, mas esse em especial, ficou de forma diferente, com um "q" a mais de interessante, parabens poeta!E a nossa amiga Reinadi merece um quadro como esse.Um abraço aos dois.
Neila Costa

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...