quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Sombras e lamentos


As árvores murmuram,
ninguém compreende o que dizem.

Mas elas sabem!

Só elas sabem!

Erguendo aos céus os braços
dançam sacudidas pelo vento
e choram seu segredo.


Só o vento
as pode entender.

Só o vento,
serpenteando em seus braços,
lhes pode responder.

Nada mais se move
nesta tumular desolação.

 
poema escrito em 1987-03-04
Post views: counter

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...