sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Não sou quem tu vês



Eu não sou quem tu vês
e meu rosto não fala por mim.
Procura dentro de mim,
aquilo que está escondido,
aquilo que teus olhos não vêem
e teu coração não percebe.
Procura dentro de mim,
o sonho e a fantasia,
a beleza e o amor,
o que arduamente persegues,
porque eu não sou quem tu vês
nem meu rosto fala por mim.



poema escrito em 1990-09-26
Post views: counter

5 comentários:

neusa disse...

É fantástica tua poesia, procurei dentro de ti poesia, e encontrei uma das melhores.
Parabéns poeta
Beijos
Neusa

Isa disse...

Lindo, o interior guarda os mais
belos sonhos ou o mais terrível segredo
aparência é nada...

amei estar aqui!

beijinho
Isa

Maze Oliver disse...

Estou passando para desejar um Feliz Natal e dizer que seu blog continua fluindo grandes emoções. Um abraço!

Anónimo disse...

Segue assim, com tuas próprias inspirações e palavras transformadas em poemas expostos. Pois todos são lindos e muito verdadeiros.(Seja lá como te chamas e como és de verdade...)

Reinadi Sampaio disse...

Gosto demais desse poema. Teu sonho realizado, um poema dito por mim.Dizê-lo foi e será sempre emocionante ouvi-lo.

Te abraço.
Flor.

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...