sexta-feira, 11 de julho de 2014

Distância


Que nome te hei de dar
agora que me entraste no sonho
e descalça caminhas
por entre o veludo macio
das areias molhadas
resgatando ao som dos búzios
o longínquo cântico
de sereias bronzeadas

Fecho os olhos
e deixo-me embalar
pelo espasmo dos sentidos
sabendo que qualquer miragem
nos afasta da sede
e da estéril erosão das dunas
onde nos sentámos
à espera da rebentação

Tudo o que nos separa
é apenas a ilusão da carne
a transparência breve
de uma cortina de espuma
o click de uma janela
acesa na escuridão
como um farol vigilante
apontando o caminho

Com o avanço das marés
há de nascer em nós
esse irremediável desejo
de vencer a fúria dos oceanos
erguer a ponte de conchas
capaz de abraçar todas as margens
e aproximar de novo os corpos
que o fogo inflamou

Talvez seja esta distância
afinal de contas
aquilo que para sempre nos une

________________________________
Post views: counter

17 comentários:

Passarinho De Primavera disse...

Na saudade o silêncio diz tudo, o passarinho de primavera se quer cantar pode na distância pois, está a sorrir, da distância que une.

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Runa. Que beleza de poema!
Talvez o nome apropriado seja a "Liberdade Do Amor", que vem, faz-se presente em sonhos, não quer largar da alma que habita o teu corpo apaixonado.
Que todos os obstáculos sejam vencidos e o amor crie raízes.
Tenha um abençoado fim de semana de paz!
Beijos na alma.

http://refugio-origens.blogspot.com.br/2014/07/mudas-metaforas.html

http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/2014/07/palavras-pesadas.html(blog pessoal)

http://carinhosemselosdosamigos.blogspot.com.br/(blog pessoal)

Flor de Jasmim disse...

Lindo, como tudo quanto esreves.

Bom domingo Runa.

Beijinho e uma flor

Rô... disse...

oi Runa,

para se chegar a calmaria da marola,
sempre temos que ultrapassar obstáculos...
muito lindo,adorei!!!

beijinhos

rosa-branca disse...

Talvez seja a distância ou....talvez o amor e a saudade. Maravilhoso poema que amei demais. Porque será que o sofrido é tão belo. Beijos com carinho

Maria Emilia Moreira disse...

Há quanto tempo não vinha aqui... e hoje antes de partir para férias andei a reavivar as memórias...
Como sempre (e sem favor) aqui nos presenteias com um belo poema:todo ele amor/sofrimento, todo ele esperança em dias mais risonhos.
Um abraço.

mizia disse...

Olá Runa!
Neste espaço sente-se profundamente todos os ecos da alma...
Tinha saudades destas visitas...
Beijo grande.
mizia

Passarinho De Primavera disse...

Na distância, na breve despedida, relembrar a inspiração dos teus versos, permanece o riso nos lábios, o brilho no olhar, que nos une para sempre. contando os dias o tempo voa e logo retornarás como todo passarinho.

Passarinho De Primavera disse...

Feliz sábado, assim a distância vai diminuindo. Pedes para deixar uma mensagem. Cá está. Volta logo.

Passarinho De Primavera disse...

sábado é logo ali dobrando a esquina.

Anónimo disse...

E porque é um homem infeliz e eu hoje ando uma vez mais a semear Amor:

https://www.youtube.com/watch?v=tXW792NlW04

Aprenda algo mais comigo:
A felicidade nasce de dentro para fora e não de fora para dentro...
Será que consegue entender?
Deixe-lhe a Ternura das minhas Mãos para fazer o Bem...

Passarinho De Primavera disse...

falta tão pouco, sábado é logo ali dobrando a esquina

Passarinho De Primavera disse...

um novo dia, novo sábado a distância fica perto, muito perto

Passarinho De Primavera disse...

e no dorso do teu vento velejamos todos os mares e rompem-se todas as distâncias

Anónimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=AJztsL4NNLc
E uma criança inacabada!

Anónimo disse...

Então Runa, já não escreve?

Runa disse...

Escrevo... mas só posto quando me apetece.

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...