terça-feira, 4 de janeiro de 2011

À espera de uma outra luz



Do alto sem mácula da folha
tombou uma luz suave
sobre o mar liso do papel
onde navego pela manhã

Seus pequenos raios brilham
sobre a ondulação suave do poema
e, por breves momentos,
desviam-me do objectivo traçado

Mas eras tu,
quem eu queria captar
na viagem sem rumo
da minha inspiração matinal

E esta luz não és tu

É apenas uma luz branca
que se move entre duas margens
como uma ponte que as liga
e me convida a uma constante travessia

E eu fico indeciso,
sem saber em que margem me sentar,
à espera que tu chegues,
na luz que tarda
de uma outra inspiração


--
Post views: counter

14 comentários:

Colecionadora de Silêncios disse...

Olá, amigo poeta!

Poema maravilhoso esse, e logo pela manhã assim... ai ai... enche o coração da gente de alegria. :)

Amei essa estrofe:
"Mas eras tu,
quem eu queria captar
na viagem sem rumo
da minha inspiração matinal"

Magnífico!
Beijos :)

Junior R. disse...

Linhas cheias de encantos, de uma isnpiração diferente e difícil de se controlar!Belas palavras...Parabéns pelo excelente blog!Te sigo por aqui...


Abraço

wwwsinparangon.blogspot.com

Isa disse...

Lindo poema, e que inspiração matinal!

lindo ano pra você
beijinho.
ISa

FlorAlpina disse...

Olá Runa,

Que brilhe essa luz que esperas!
Mas enquanto não chega...

Lindo Poema!

Bom Ano Novo!

Bjs dos Alpes

Malu disse...

Runa,

Que belíssimos versos ...
Me tocou profundamente.
Sem comentários , só sentir.


Bjo.

Kássia Camila disse...

Adorei teu poema, muito lindo, muito intenso.

"E eu fico indeciso,
sem saber em que margem me sentar,
à espera que tu chegues,
na luz que tarda
de uma outra inspiração"

Amei!!

bjo0s

Vera Celms disse...

Escolhi, ainda que aleatoriamente, uma margem e aqui permanecerei sentada, observando, ouvindo o som do vento que sopra por aqui... óia eu aqui te acompanhando também... beijos PARABENS...

Triste Flor disse...

Olá amigo poeta,teu poema é todo sentido, gosto dessa forma que escreves, saudades de vc no luso... Que este ano seja um ano cheio de realizações, muita saude, paz e muitas felicidades.

Beijo grande.

BORBOLETA POETA disse...

Poeta,
Amor à poesia, sobre todas as coisas, além da inspiração... Alma e espirito, cadenciando o coração: assim te sinto em cada verso do teu poema, lambendo as palavras, acariciando seus significados.
Bravo!

Ana Kalil disse...

Olá querido poeta!
Muito lindo e doce seu poema...!
"E eu fico indeciso,
sem saber em que margem me sentar,
à espera que tu chegues,
na luz que tarda
de uma outra inspiração".

Amei estes versos...! parabéns ;)

Beijos...

Anónimo disse...

Me envolvo nesta tua inspiração matinal, e sinto prazer na leitura. O poema tem a tua marca
que eu reconheceria em qualquer outro lugar.

Beijo da amiga
tudo de bom para ti.

Natalia Nuno disse...

Deixei comentário como anónimo, mas para que saibas que fui eu voltei.
Beijo

Neusa disse...

Lindo Runa, como todos os teus escritos.
Beijo afetuoso
Neusa

Reinadi Sampaio disse...

Oi meu amigo,
pra ti e aos versos da tua poesia:

"E eu fico indeciso,
sem saber em que margem me sentar,
à espera que tu chegues,
na luz que tarda
de uma outra inspiração"


Obrigada pela inspiração!
Passa lá: "Do outro lado da margem"

http://florbellaba.multiply.com/photos/album/147/Tela_Do_outro_lado_da_margem_2011-01-14

Um grande abraço fraterno meu amigo.
Reinadi (flor)

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...