sábado, 8 de janeiro de 2011

Escuridão




Olhos sem luz
empurram a sombra
para dentro do dia

Numa maldição de treva
demónios do crepúsculo
cerram fileiras
e continuam a empurrar a sombra
que alastra
nos corredores asfixiados da manhã

Até que só a noite reste
neste labirinto de portas fechadas

_
Post views: counter

5 comentários:

Reinadi Sampaio disse...

"Olhos sem luz
empurram a sombra
para dentro do dia"

Quando a porta do dia se abrir,
a noite vira-se pelo avesso... de sombras...,
Se existe sombra, é porque existe luz!
Se existe luz, isto seduz,
E a noite vira-se outra vez pelo direito,
Para afugentar os demônios do crepúsculo....

Gosto de te ler.
Beijo fraterno,
Flor.
E nos labirintos, sigo eu,
Em busca do meu Eu,
meu verdadeiro Eu!

Reinadi Sampaio disse...

Reinadi Sampaio disse...
Escuridão, labirinto, luz, noite sombra...

"Olhos sem luz
empurram a sombra
para dentro do dia"

Quando a porta do dia se abrir,
A noite vira-se pelo avesso... de sombras...,
Se existe sombra, é porque existe luz!
Se existe luz, isto seduz,
E a noite vira-se outra vez pelo direito,
Para afugentar os demônios do crepúsculo....
E nos labirintos, da escuridão... sigo eu,
Em busca do meu Eu,
Meu verdadeiro Eu!


Gosto de te ler.
Beijo fraterno,
Flor.

9 de Janeiro de 2011 15:02

Eduarda disse...

Runa,

Esta estúpida escuridão que nos entra e não nos deixa ver a claridade.

e sempre arrastados, parece que nos deixamos levar para o labirinto.

bj

Filosofia Ágape disse...

Querido amigo poeta,
Um poema realista! A escuridão é morada certa das sombras, estas que ainda não encontraram a luz, que não conseguem "iluminar suas mini-incertezas", como dizia o poeta Cazuza. Mas, a luz sempre existirá para quem a procurar. Gostei muito do teu poema! Parabéns!

beijos e um lindo 2011 para você!

DDallavecchia

Tanith disse...

Ler vc é afagar a alma...

bjos...

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...