sábado, 3 de setembro de 2011

Edição de autor *



Peguei nos meus melhores poemas
dispersos por um monte de cadernos
de capa negra e folhas amarrotadas
e durante três dias e três noites
sem desviar os dedos do teclado
datilografei-os no processador de texto.
Depois enviei-os para um site
que promete fazer de qualquer principiante
um escritor de repentino sucesso
e recebi-os na volta do correio duas semanas depois
em formato impresso, devidamente encadernados
com capas que eu próprio desenhei.
Um processo rápido e simples
sem perguntas ou condições
sem páginas rasuradas nem textos reprovados.
O que enviei em ficheiro foi o que recebi em livro.
O único senão em todo o processo
foi a estranha sensação com que fiquei
ao ver-me a comprar os meus próprios livros.

Durante mais de uma semana
tive-os em cima da mesa-de-cabeceira
como um troféu de guerra
ou um tesouro de incalculável valor.
À noite desfolhava-os vagamente
lendo uma página por outra
digerindo lentamente o sonho concretizado.
Até que chegou a hora de os guardar na estante
na prateleira dedicada à poesia
entre o Nuno Júdice e o José Jorge Letria
empurrando para os lados
o Manuel Alegre e o Joaquim Pessoa
que esboçaram um ligeiro protesto
mas acabaram por encolher os ombros
e se apertarem mais ainda contra as paredes.
Na mesma prateleira onde se perfilam
as memórias de Al Berto, Jorge de Sena,
José Gomes Ferreira e até do outro Pessoa,
o Fernando, mais a sua miríade de reflexos.
Onde também há lugar para os mais novos
tais como: José Carlos Barros,
José Miguel Silva, Rui Pires Cabral,
Jorge Gomes Miranda e José Mário Silva,
entre outros, todos demasiado ocupados
a olhar para o seu próprio umbigo,
para me virem saudar ou sequer dar pela intromissão.

Eu é que não me preocupo nada com isso
pois sinto-me muito bem ali ao lado deles
a gozar o meu inesperado estrelato.



(*) - Edição de autor é uma publicação cujo custo é sustentado pelo próprio autor. Tal pode dever-se tanto a incapacidade de encontrar uma editora que invista no autor, como a uma política de liberdade editorial, apreciada por alguns artistas.
______________________________________________________________
Post views: counter

17 comentários:

Malu disse...

Pois sim, mas pelo menos está ao lado de grandes tantos outros autores...
Todo escritor é um estrela que brilha senão no céu, dentro de cada um de nós...
Adorei o texto.
Abraços

MARILENE disse...

Amei o seu relato poético. Esses grandes entre os quais se colocou começaram pequenos e muitos deles só foram por nós conhecidos depois que não faziam parte de nosso mundo. Você se igualou, pois na estante, ficam uns ao lado dos outros, cabendo a quem vai ler, a opção, a escolha.

Bjs.

mfc disse...

Parabéns por essa edicão de Autor.
Onde a podemos encontrar?!
... na Fnac?!

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Runa.Você é totalmente merecedor, e eu fico sinceramente muito feliz por você.Parabéns, e muito sucesso!
Que o seu iniciante caminho em forma de publicação, traga-te muita felicidade, sabedoria, e conhecimento, com a humildade sempre dentro do seu nobre ser!
SUCESSO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Beijo grande, e fique com Deus!

OutrosEncantos disse...

eu gosto do que escreves e seguramente que venderás os teus livros se te decidires a apresentá-los em qualquer lugar.

no entanto é bem verdade que os Grandes só foram reconhecidos depois que deixaram de pertencer a este mundo e desde então viverão para sempre...
é de alguma maneira injusto, mas... é assim!

que tal encontrares um espaço, passares um convite via blog e apresentares a tua obra?!
quem sabe, seja um sucesso!?
saber-te-á muito melhor :))

abraço e sorte [ou muita merda, como se diz no teatro]

Flor de Jasmim disse...

Runa
Lindo!!! Adorei ler.
Sabes Runa os grandes escritores, poetas, musicos e muitos outros que se classsificam com grandes artes só depois de não fazerem parte dos vivos é que lhes dão o devido valor,faz parte deste mundo de hipocresia.
Beijo bom Domingo

Olinda Melo disse...

Olá, Runa

Gostei desta forma poética de apresentares a situação. Aproveita o teu blog e faz a promoção do teu livro.Insere aqui a imagem. Ofereço-me para divulgar o livro no meu blog, postando-a (selo). Contacta os seguidores e diz-lhes que tens um livro editado. Se o colocares numa livraria ou ponto de venda físico, digo-te já que adquiro um exemplar.

Boa sorte.

Abraço

Olinda

CF disse...

Olá Runa
Li por acaso o comentário da Olinda e subscrevo-o...estava a pensar exactamente nisso ao ler o teu texto...que eu como tua seguidora faria questão de divulgar o teu projecto, pois como já disse algures por aqui, a tua escrita merece-o...boa demais para ser guardada numa gaveta!
Além disso, quem ler tb o merecerá pois ficará mais rico...
Amigo, a coragem que demonstras na escrita e no facto de te colocares ao lado dos "grandes" só merece ser aplaudida...Grande é aquele que chega aos outros com aquilo que escreve e pelo que me é dado ver, neste espaço..tu és Grande :)
Abraço

Srª หคтнყ disse...

Ser um escritor, é viver constantemente ansioso, pois nunca se sabe, a repercussão do trabalho.

Obrigada, pelo comentário em meu blog.
E desde de já, ti sigo também.

Beijos.

O Impenetrável disse...

lindo o poema, gostei bastante, parabéns!

Maria Alice Cerqueira disse...

Prezado amigo
Hoje eu vim pensando um pouquinho em meu sonho
por favor clique no Link

http://www.mariaalicecerqueira.com/2011/08/prezado-amigo-leitor-e-seguidor-me.html

Muito obrigado de coração

abraço amigo
atenciosamente
Maria Alice

Borboletas no Estômago disse...

sua poesia é fascinante

Anna Amorim disse...

Runa,

Quero um livro seu. Poderia me mandar pelo correio?
Te mando o endereço por email.
Como poderia pagá-lo?

Espero resposta. Pode enviar por email.

Beijos,

Anna Amorim

José Sousa disse...

Meu amigo Runa!
Depois de uma temporada de trabalho com na realizações de festas, cá estou eu já com menos trabalho e com mais disponibilidade para o que gosto que são os meus blogues e seguidores.
Gostei deste poema que fala da edição de seu livro! Muito bom mesmo e os meus parabéns!



Um grande abraço.

BlueShell disse...

Olha que bem: para já...muito bem escrito, sim senhor...
Em segundo lugar, pareces dar resposta às minhas dúvidas. Tenho pensado em publicar alguns poemas; porém não estou a "ver" nenhuma editora "apostar numa desconhecida...."
Como se faz?
Um bj
Obrigada.
BShell

Anna Amorim disse...

Runa,

Espero tua resposta, ok?

Ótimo início de semana!

Abraços,

Anna Amorim

helio.rocca disse...

Realismo puro. Também publiquei um livro e passei pelas agruras relacioanadas a todo processo. Abraço fraterno, Helio Rocca.

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...