sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

NEFERTITI - A bela que veio


I

Frente a um espelho de prata
uma mulher contempla seu rosto.
O mais belo entre os mais belos.
Não é ainda a pompa e o mito
que o tempo há de amadurecer.
Apenas um rosto jovem e radiante.
Uma joia que chega pela manhã
envolta na transparência do linho.
Como o sol que desponta
incendiando o rebordo das dunas.


II

Um coro de jovens e formosas virgens
entoa cânticos de júbilo.
Um hino a anunciar um recomeço.
Um ciclo de glória e redenção.
Retinem sistros de prata
flautas e harpas de doze cordas.
A casa está de novo iluminada.
Uma nuvem de incenso ergue-se
como um obelisco perfumado
espargindo a boa-nova.


III

Abrem-se as portas do templo
para receber aquela que veio.
Ungida pelas águas do rio
e coroada pelos sete raios solares
chega numa liteira dourada
coberta por um véu diáfano.
Uma coluna de escravos negros
transporta-a no alto dos braços
e com suaves e ritmados movimentos
aos pés do trono a depõem.


IV

Dezoito dias duram os festejos
dentro das muralhas da cidade.
O tempo que a tradição reclama
para que se cumpram todos os presságios.
São invocadas as deusas da fertilidade.
Ritos que reproduzem movimentos cósmicos
e garantem a ancestral harmonia
com os mundos ocultos e superiores.
As luzes que agora se acendem
irão arder toda a noite.

__________________________________________
Post views: counter

8 comentários:

Lara Vic. disse...

Lindíssimo, sempre me censuro por buscar tão pouco da história e mitologia egípcia, em momentos assim me sinto uma cega, ouvindo uma descrição incrível sem conhecer imagens ou conceitos... Mas realmente ficou muito bonito, parabéns! ;)

Gracita disse...

Oi amigo Runa
Que poema lindo. Você escreve com maestra e nos encanta cm seus exuberantes versos.
Um carinhoso abraço

Gracita disse...

Olá Runa. Eu mais vez no teu espaço. “A amizade é fundamental em nossas vidas. Por isso agradeço a Deus pelas pessoas que ocupam um lugar especial em meu coração. Você é uma delas! Obrigada por seu carinho” E para estreitar os laços da nossa amizade estou lhe oferecendo um singelo mimo. Acesse aqui... http://gracitamensagens.blogspot.com.br/2014/01/o-valor-de-uma-amizade.html e pegue o seu. Tenha um lindo final de semana.
Beijos com afeto
Gracita

Anónimo disse...

Runa, se tem nas mãos a Nefertiti: "O mais belo entre os mais belos" rostos, talvez esteja na hora de fazer as malas e partir, como sabe a beleza é efémera e se esperar muito essa beleza pode desaparecer, porque a juventude não é eterna.
Muitas foram belas no passado e as desilusões da vida apagaram-lhe a beleza. E algumas têm a beleza do rosto mas transportam a acidez na alma e o fel nas palavras. Para mim apenas existe uma beleza, a da alma, essa nunca vai sofrer a deformação do ... escoar do tempo.

Passarinho de primavera disse...

As luzes que agora se acendem
Irão arder toda a noite
Para sempre e repete-se os ritos tais quais nas história de consagração aos deuses de chama imortal

Ani Braga disse...

Queridos amigos, aos poucos estou voltando e matando a saudade de todos os blogs que gosto.
Feliz por estar aqui...
Adorei a postagem...

Beijos

Ani

Malu Silva disse...

Runa,


Hoje vim lhe convidar a conhecer e, se desejar, acompanhar um novo espaço onde estou postando junto com mais amigos, pois o Infinito Particular não existe mais por motivos de configuração que não se resolveram.
O espaço é de excelente qualidade e de muito bom gosto.
Ficarei feliz com sua presença por lá.
Abraços

http://refugio-origens.blogspot.com

Maria Rodrigues disse...

Absolutamente belo.
Beijinhos
Maria

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...