sábado, 13 de abril de 2013

Um milhão de vozes


Se uma voz se levantar de um fundo de névoa
sacudida pelo frémito impaciente da insónia
não será ainda um grito, mas tão só um lamento
uma fala virada para dentro de uma aragem estéril
qualquer coisa que se desmorona precocemente
sem nunca deixar de ser apenas um esboço

Se cem vozes se elevarem acima desta angústia
amadurecidas pela persistência cega do medo
não será ainda o princípio de uma metamorfose
nem o movimento de portas a bater na escuridão
mas somente a mágoa com que os lábios se fecham
num murmúrio que a noite rapidamente devora

Se mil vozes se erguerem numa abstração branca
como um aviso a irradiar a embriaguez algemada
ou o som de alguma coisa que lentamente começa
fizer estremecer a sombra transitória dos alicerces
ninguém poderá já suster o rumor que se expande
liberto da retórica que o silêncio esculpiu na pedra

Se um milhão de vozes se exaltar ao rés do poço
sacudindo o relento enroscado no frio dos ossos
e os ecos que o furor desse sopro irão prolongar
subitamente rasgar uma fenda no círculo fechado
de nada valerá às muralhas que então desabam
apertar mais e mais o abraço inquinado do cerco

_____________________________________________
Post views: counter

8 comentários:

Anónimo disse...

"os ecos que o furor desse sopro irão prolongar"
Como a morte que nos segue.

Flor de Jasmim disse...

Gritar até que a óz nos doa!
Assim muitas vozes se farão ouvir, serão ouvidas, talvez ignoradas, mas não iremos deixar que nos amordacem, iremos gritar e dizer que é urgente sermos ouvidos e respeitados, olhados como gente.
Boa semana Runa

beijinho e uma flor

Flor de Jasmim disse...

Queria dizer "voz nos doa"

Rô... disse...

oi Runa,

quando somos muitos,
nossa voz ecoa pelo mundo...

beijinhos

Passarinho de primavera disse...

Bem haja, haja o que houver e que todas as vozes em uníssono clamem pelo bem maior.

Janice Adja disse...

Tem que ter cuidado com as vozes coletivas para não se tornarem ruídos.
Um belo poema.
beijos!!

Maria Alice Cerqueira disse...

ola Ruma,
Excelente poema
Tenha um boa tarde!
Maria Alice

Celina Vasques disse...

Maravilhoso Poeta! Maravilhoso!
Meus aplausos!

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...