sexta-feira, 29 de março de 2013

O estertor das rosas


As rosas bebem as últimas águas
encurraladas no fundo da jarra
com as raízes atrofiadas
pelo abraço estéril da porcelana.
Inclinaram o tronco para a frente
numa respiração baça e amputada
numa agonizante vertigem
de que são incapazes de se libertar
enquanto lentamente se despojam
do peso murcho das pétalas
e de uma réstia nostálgica de perfume
que os pássaros já não vêm sondar.


___________________________________
Post views: counter

17 comentários:

Anónimo disse...

Runa, até que enfim que o descobri.
Um poema tão profundo!
Vem a caminho a Primavera com as pétalas lindas, os pássaros felizes e um doce perfume no ar.
Os pássaros coloridos com o arco íris vão rondar e continuar a voar.
O Sol vem com a Primavera e no meu coração ele já está a brilhar.

Rô... disse...

oi Runa,

tudo tem seu ciclo,
até mesmo as lindas rosas,que por vezes parecem eternas...
lindo!!!

beijinhos

Anónimo disse...


Runa,
as rosas renascem sempre com cores mais reverberadas!
Não sabia?
Não entende nada de flores.

rosa-branca disse...

Olá amigo, somo tal como as flores, que nos vamos deixando ir, vamos murchando e acabamos por perder o viço e as pétalas. Lindo e muito nostálgico. Boa Páscoa e beijos com carinho

Sandra Subtil disse...

Feliz Páscoa, amigo!
Que seja doce em afetos e que se renove o que de melhor existe em cada um de nós.

Malu Silva disse...

Pois as rosas para mim nasceram para adornarem os jardins...
Belo poemar.
Grata pelo seu carinho.
Retribuo os votos de FELIZ PÁSCOA, estendendo a todos aqueles que você traz no coração.
Abraços, Runa!

Flor de Jasmim disse...

Meu querido amigo tal como as rosas também eu me sinto encurralada e a murchar a cada dia com a malvadez que nos impoêm!
Adorei ler-te meu amigo.

uma feliz Páscoa para ti e todos aqueles que te são queridos.

beijinho e uma flor

Maria Rodrigues disse...

Mas na próxima primavera as rosas voltarão a florir. Que a Páscoa seja o renascer de paz, amor, saúde e harmonia. Uma Páscoa muito Feliz.
Beijinhos
Maria

Vera Lúcia disse...


Olá Runa,

Um ciclo necessário. A renovação se impõe.
Lindo!

Feliz, doce e abençoada Páscoa para você e família.

Obrigada pelo carinho da presença.

Abraço.

MARILENE disse...

Ainda que não estivessem fora de seu habitat natural, passariam por esse processo. Nascem, nos encantam e se vão. Belo! Bjs.

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Runa. E assim, elas cumpriram seu ciclo. Nacem, cescem, reproduzem e morrem, de uma forma lindamente poética descrita por você nesse poema!
Tenha uma Páscoa feliz e abençoada.
Beijos na alma e obrigada pelo carinho.

Patrícia Pinna disse...

CORREÇÃO: NASCEM

Mallika disse...

Boa Páscoa para ti. Renovação e esperança. Bênçãos Plenas.

mundo da lua disse...

invejo teu olhar.

teus belos poemas que são uma verdadeira viagem.

Passarinho de primavera disse...

Fé e esperança, e a cada dia, um novo dia renascerá, como uma canção, no respirar de uma madressilva.

Zilani Célia disse...

OI RUNA!
POBRE ROSA, DEFINHANDO EM UM VASO QUE MESMO SENDO BELO A APRISIONA E MATA...
LINDO TEU TEXTO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Celina Vasques disse...

Assim é a nossa vida..nascemos, brilhamos, murchamos...
Belissimo versejar Poeta!
Um grande abraço com carinho!

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...