segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Estátua de areia


Gostava de envelhecer sem sobressaltos
num recanto iluminado pelas carícias da alvorada
a desenhar no branco dos dias por escrever
o silêncio dos versos guardadas no peito

Gostava de envelhecer sob o rumor das mantas
acariciando as cores esbatidas da infância
sem o som de cascos a rasgar na poalha dos ossos
a amnésia cega e irreversível do poente

Gostava de envelhecer como quem chega de viagem
e se deixa embalar pelo requiem da memória
tecendo as palavras que me servirão de legado
até que uma sonolência lenta e profunda
se erga da fragilidade de um poema interrompido
e me arraste pela eterna cegueira do crepúsculo

transformado numa serena estátua de areia

_____________________________________________
Post views: counter

18 comentários:

Rô... disse...

oi Runa,

o que nos resta é vivermos bem,
da melhor maneira e deixarmos boas lembranças de nossa pessoa...
mesmo que em areia...

beijinhos

Celina Vasques disse...

Querido poeta, teus escritossão maravilhosos! Sabes que eu adoro tudo que escreves porque vem dom profundo de tua alma...eu te aplaudo querido amigo com muito carinho e muito orgulho de ser tua amiga, embora virtual, mas ter conhecido um dos maiores poetas do mundo! Não são confetes meus dizeres mas um sentir que vem da alma! Após ler-te em muitoss versos no teu cantinho que tem perfume de poesias...
Beijos ternos!

Janice Adja disse...

Quero envelhecer lentamente, como quem dorme.
Beijos!!

Vento disse...

"envelhecer como quem chega de viagem... num recanto iluminado pelas caricias da alvorada..."´

eis uma promessa/sonho que não conseguirei cumprir...
e se a viagem foi longa!

que belissimo poema, Runa.

beijo.

Sandra Subtil disse...

Desculpa a ausência...

Tens um dom maravilhoso, Rui! Ma-ra-vi-lho-so!
Beijos

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu amigo

As tuas palavras vão ser o legado que deixas, elas serão eternas.
Sempre um prazer imenso ler-te.

Um beijinho
Sonhadora

Rafael Mouta disse...

Os meus parabéns, é realmente muito bom.
E imprtante também seria, envelhecer enquanto quem nos amamos envelhece connosco sem não nos abandonar, o que ainda, e infelizmente, não é cientifica nem humanamente possivel.

Um abraço, e mais uma vez, parabéns.

http://episodesfrominsomnia.blogspot.pt/

Flor de Jasmim disse...

Bem vindo de novo Runa!
Envelhecer devagarinho com amor e carinho, sempre.

beijinho e uma flor

Maria Emilia Moreira disse...

Olá amigo!
Que bela forma poética de envelhecer...só fisicamente, pois o espírito,esse, mantêm-se no auge de criatividade.Parabéns.
M. Emília

Anónimo disse...

Como eu o entendo!
Deixo-lhe um beijo de agua para inundar o seu deserto.
Deixo-lhe um abraço para moldar a sua forma.
Deixo-lhe ainda um castelo (sem areia), com caricias da alvorada.

Passarinho de primavera disse...

Um poema é como uma tela exposta ao mundo, cada olhar uma forma de vê-la.

Estátua de areia, o medo que eles criassem asas e voassem, fossem dos teus braços arrebatados e partissem para longe e ao mesmo tempo tua vontade da solidão silenciosa para escrever os teus poemas.


Malu Silva disse...

Viver, sempre, um dia de cada vez, sermos justos conosco e com os demais...
Aguardar o merecido envelhecer cabe a todos...
Abraços

Maria Rodrigues disse...

Belissimo poema, belissima forma de envelhecer. Hoje é Dia Mundial da Poesia. Porque Ser POETA é transmitir nas palavras toda a magia que vai no coração e tocar assim a alma de quem lê, o meu muito obrigado pelos momentos tão Especiais que nos oferece. Que o seu Dia seja pleno de Felicidade e Harmonia.
Beijinhos
Maria

Sotnas disse...

Olá Runa, e que tudo esteja bem!

Intenso e belo, aliás, por cá os escritos sempre assim o são!

Todos nós temos o direito, além de gostar de, envelhecer com dignidade, não da maneira que alguns querem impor a quem está envelhecendo. A solidão e a saudade!
Parabéns pelo belo e intenso poema, obrigado por compartilhar, e agradecido eu deixo meu desejo para que teu viver seja sempre de intensa felicidade, boa páscoa, abraços e, até mais!

Elis Cândido disse...

Runa...

Fico um tempo sem voltar aqui, mas quando volto é sempre tão bom!

Suas poesias completam meu dia.

Abraços sempre.

Karinna* disse...

*Olá amigo....tua escrita sempre adentrando minha alma.
Posso dizer que gostaria de apenas envelhecer....atualmente só penso até dois meses futuros. Contudo, tenho vivido o dia a dia. Obrigado pelo carinho no meu espaço. Um abraço imenso de admiração e apreço. Karinna*

mundo da lua disse...

o que é o tempo?

Janice Adja disse...

Conheço pessoas que morrem de medo de envelhecer. Não tenho medo de envelhecer, Meu medo mesmo de de ratos e baratas.
Beijos.

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...