sexta-feira, 11 de maio de 2012

Fiando o amor


Com fios de algodão
fias a flor do nenúfar
e a paisagem colorida
de um lago de serenas águas

Com fios de luz
fias o corpo do sol
e o pássaro branco
que percorre o azul do céu

Com fios de esperança
fias a árvore frondosa
e o estreito caminho
que se projeta para fora do tear
como uma porta aberta
a quem quiser entrar

Com fios de sonho
fias teu coração de prata
e repousas à sombra das margens
esperando que finalmente chegue
a hora do amor.

________________________________________________
Post views: counter

12 comentários:

FlorAlpina disse...

Apreciando o tecer das palavras...
Lindo!

Bjs dos Alpes

Maria Emilia Moreira disse...

Que beleza existe em todos estes fios de amor à poesia! Um abraço.
M.Emília

Flor de Jasmim disse...

Meu amigo Runa
Que posso eu dizer meu amigo perante a beleza das tuas palavras. Apenas que amei por e simplesmente belo.


Beijinho e uma flor

Reinadi Sampaio disse...

Gosto imenso de tudo 'teces' e hoje então, esse 'tear' te levou à confecção de um dos mais belos dos teus poemas de amor, dentre todos os belos!

Parabéns!
Te abraço.
Flor.

mundo da lua disse...

Parece que cada poema seu leva mil anos
Não sei se vc entende o que quero dizer.

rosa-branca disse...

Olá amigo, fiar o sentir para tecer o amor. Lindo como tudo o que escreves. Beijos com carinho

Bemsei disse...

Ninguém tem de esperar pelo amore...tem de s procurar. Ele não vem ter com a gente se nós não o buscar.
O poem muito bom. Muito intenso mas de uma suavidde que magoa.

Borboletas no Estômago disse...

há de se tecer muito bem

Hanaé Pais disse...

Com fios de sonho
fias o teu coração de ouro.

Sandra Subtil disse...

E tu urdes como ninguém as palavras!
Lindo, meu amigo. Aliás, cada vez melhor. Adorei.
Beijinho

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Runa. Pensamos que a hora do amor chegou para nós, mas a surpresa é que vemos que de repente ele desapareceu fio a fio, sumiu, ou então ele nunca esteve presente sendo apenas uma ilusão.
O amor, sentimento que dá vida à alma, protege, consola e fortalece.
Precisamos dele desesperadamente, não vivemos sem o ar, e não vivemos sem ele.
Que ele chegue verdadeira e definitivamente para nós mortais!
Lindíssimo poema!
Um beijo na sua alma, e tenha um fim de semana abençoado!

Maria Silva disse...

Gosto da leveza destes seus versos.
São dos que marcam o sonho que todo o sentimento profundo contém, mesmo não ou mal correspondido; mesmo isento de espera e de esperança.

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...