terça-feira, 22 de maio de 2012

Encruzilhada


Ocultas na ostra encerrada da infância
repousam as pérolas que o verão cuspiu
quando na boca tinha ainda todos os dentes.
Tudo se perdeu na farsa desta paisagem
envenenada pelo enxofre que o frio respira
para se alimentar da claridade que definha.

Todos os insondáveis nomes do inverno
que acumulámos durante o embalo do sono
sobrevoam os pátios de onde nos ausentámos
como barcos à deriva no mar deserto
a serem consumidos pelo feitiço das algas
numa vertigem de ferrugem e sinais inúteis.

Nenhuma voz é o som de um bater asas
que nos devolva o rasto dos trilhos perdidos
quando a névoa esmaga a luz das manhãs
e nos mapas inconsequentes da encruzilhada
buscamos uma ponte que atravesse o abismo
ou um deus que nos mostre outro caminho.

______________________________________________
Post views: counter

16 comentários:

OceanoAzul.Sonhos disse...

Intenso!

Abraço
cvb

Hanaé Pais disse...

Uma ponte e Deus e a visão de um outro caminho...

rosa-branca disse...

Olá amigo Runa, a encruzilhada da vida...também queria...um Deus que me mostrasse outro caminho... Lindo mas com amargo na garganta. Beijos com carinho

Marilu disse...

Querido amigo, hoje é o dia do abraço, vim te deixar um longo e afetuoso abraço.

Rô... disse...

oi Runa,

acredito que o meu Deus sempre me mostra o outro caminho,
pena que na maioria das vezes, eu é que não enxergo nada...

beijinhos

Reinadi Sampaio disse...

Oi, Runa,
fiquei aqui olhando tua imagem, refletindo tuas palavras, ao final "uma ponte":
A levar-te ao rumo que transporta
Para longe... O Inverno e solidão...
...
No teu olhar de Outono, essa tristeza...
Primaveras terás, tenha a certeza:
Estará ao teu pé - Deus, teu Verão!

Te abraço,
Flor.

Marly Bastos disse...

Há um dia em que chegaremos a essa encruzilhada e se observarmos bem vamos saber o caminho a seguir, afinal o já trilhado ficam passos que nos mostram se forma bons ou maus.
Estamos sempre em busca dessa ponte que traga a felicidade e dali esquecer as mazelas dos dias que não foram bons.
Um belo poema, cheio de dias outonais, mas com um quê de esperança primaveril.
Beijokas doces

Reinadi Sampaio disse...

Runa, retornei para comentar a imagem: bela!
Gosto de momentos assim... os misteriosos das encruzilhadas.

Te abraço.
Flor.

Reinadi Sampaio disse...

os mistérios* - retificando.

Multiolhares disse...

quantas encruzilhadas encontramos na vida, e só nós podemos decidir o caminho a tomar
bjs

mfc disse...

E continuamos incessantemente a nossa busca!!

Maria Luisa Adães disse...

"Buscamos sempre uma ponte
que atravesse o abismo

e a mão de Deus para atravessar
essa ponte
e subsistir à contagem do tempo
que não espera"...

Este comments é o mais sincero possível, tal como pede.

Maria Luísa

Blog da Maria Tereza disse...

Amei seu blog e seus poemas, redundante até dizer isso...vc deve estar cansado de "ouvir". kkk

Obrigada por ter se tornado leitor do meu, é uma honra. A propósito,quero te contar que estou em processo de criação do meu segundo blog, agora com perfil e conteúdo adulto. Aguarde... Um abraço.

Solange disse...

eu saí do trilho, pra descansar um pouco de mim mesma..

bjs.Sol

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo quantas encruzilhadas vamos tendo de atravessar ao longo do nosso caminho. Sempre um escrever intenso e belo.
Bom domingo
Beijinhos
Maria

Mallika disse...

Invariavelmente profunda tuas palavras. Nos faz pensar. Parabéns.

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...