sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Azul profundo


Havia um barco que não conhecia o mar
nem o embalo ondulante das vagas.
Nada sabia do mistério das águas
nem das cores que banham os horizontes.
O seu lugar era na imobilidade das margens
preso à madeira ressequida do cais
e ao resignado abraço da vazante.
Nenhum vento lhe soprava as velas.
Nenhum farol acendia o sol dos caminhos.
Nada o libertava do peso das amarras
e do lodo que o imobilizava.
Vivia ancorado ao gelo das dunas
no vazio petrificado do meu peito
num exílio de falésias cercadas
sonhando com as marés inacessíveis.

Até que o amor chegou, pela manhã,
com um temporal de novas sensações
soprando uma rebentação de espuma
na palidez insone do areal,
e o barco ganhou inesperadas asas
rasgando os véus da inércia
e se perdeu na vertigem da distância
traçando os rumos secretos do voo
entre o verde do sonho sem limites
e o azul profundo do teu corpo iluminado.

_______________________________________________
Post views: counter

15 comentários:

Mara disse...

Boa noite Runa!
Cada vez que por aqui passo, delicio-me com suas composições poética!
"Azul Profundo" é belísso!
Beijo e bom final de semana.
Com carinho,
Mara

Mara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mara disse...

Retificando..."belíssimo".
Desculpe-me.
Mara

Maria Emilia Moreira disse...

Se o azul é profundo, mais profundo é o poema! Uma bela composição. O antes e o depois do AMOR!

Flor de Jasmim disse...

Runa
Belissimas palavras!!! Tão belas como o azul do céu e do mar. Adorei.
Beijo

varandasazuis (ania n. lepp) disse...

Eita...que tão lindo e inspírado poema...encantará meu dia, lindo demais, parabéns Runa! abraço...

Reinadi Sampaio disse...

Bom dia RUNA,
Soberanas as palavras do teu poema a dizer das descobertas do amor quando chega revestido de 'Azul profundo'.

O amor e assim na sua forma translúcida de nos mostrarmos,
Provocando novas sensações
Novos estados de espírito.

A cada novo movimento do coração
Os elementos se completam,
A harmonia não se esgota
A vida fecha um ciclo e o amor fica eterno,
Irresistível, único entre dois seres,
Ilimitado na distância,
Intemporal na memória...

E nem todas as comparações com a natureza
Dimensionarão o esplendor que é o estado de graça,
De viver a amar.


Aqui desdigo meu pensamento poético: conseguiste sim, em palavras expressar a dimensão do estado de graça, de viver a amar.

Parabéns!
Feliz fim de semana.
Um abraço.
Flor.

нєllєи Cαяoliиє disse...

"Nenhum vento lhe soprava as velas.
Nenhum farol acendia o sol dos caminhos.
Nada o libertava do peso das amarras
e do lodo que o imobilizava."
Estou tal como este teu verso,Querido amigo Runa!
Nenhum vento sopra o que habita meu interior e nenhum sol é tão intenso que consiga clarear o caminho adiante!
Adorei me identificar com teu poema,amigo :)
Vim para pedir desculpas pela ausência,fiquei alguns meses ausente do meu cantinho,mas vi que sempre deixaste tuas singelas palavras por lá!
Meus sinceros agradecimentos,de coração!
e agora estou de volta =)
Um beijo e um ótimo fim de semana!

Anna Amorim disse...

Runa,

O amor como sentido do navegar da vida!

Beijos,

Anna Amorim

Olinda Melo disse...

Olá Runa

O amor torna tudo mais leve e ocorrem milagres onde menos se espera.

Abraço

Olinda

CF disse...

Olá Runa
No amor tudo é possível..até uma embarcação ter asas...assim comos os humanos que antes viveram com amarras e, de repente, decidem desprender-se e desbravar o mar..finalmente!!!
Belo o poema...se me permites, o teu registo está diferente!!! Mais aberto à luz e à esperança.:))
Abraço

mfc disse...

O amor tudo consegue!
Não, não é uma frase feita... é a verdade!

Leila Krüger disse...

"Até que o amor chegou, pela manhã".

Mas às vezes é ao entardecer, quase chegando à noite...

Tô seguindo!

Se puder passa no meu e segue:
http://leilakruger.blogspot.com

Também quero te convidar a conhecer o romance que tô lançando pela Editora Novo Século, "Reencontro". No hot site tem a sinopse, o primeiro capítulo e até como comprar. Caso te interesses:

www.leilakruger.com.br

Boa semana!

Beijos!

Evanir disse...

Venho lhe trazer rosas as mais belas e perfumadas.
Venho agradecer seu carinho mesmo estando ausênte
não esqueceu de mim.
Nossa amizade é benção Divina em minha vida.
Sou feliz e agradecida em saber
que embarcou comigo na minha Viagem.
Uma Viagem de carinho amor e paz.
Estarei fazendo tudo que puder para
marcar minha presença no seu blog,
pois você com seu carinho muito tem contribuido
muito para continuar sendo a guerreira que sempre fui.
Um final de semana da paz e na luz.
Um Lindo Domingo..
Vou continuar te seguindo e te amando sempre.
Te Amo.
Evanir
Li com carinho seu poema emocionante.
Saudades!!

Folhas de outono disse...

"Até que o amor chegou, pela manhã,
com um temporal de novas sensações"

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...