terça-feira, 3 de maio de 2011

Presságio de chuva



Com um véu de cinza sobre os ombros
chegam as sombras turvas do pranto.

Os cães do vento farejam o frio dos becos
onde se escondem, lambendo feridas antigas.

As pálpebras do sol fecham-se, num bater de portas
que cega a luz clandestina do dia

e um ritual de úlceras solitárias rasga
a monotonia dolente dos horizontes cercados.


Lentamente, a tristeza dobra as esquinas da manhã
no canto de chuva do amolador de facas.

_____________________________________________________
Post views: counter

21 comentários:

valquiria calado disse...

Olá querida amiga, linda poesia essa que nos presenteia. Beijos e boa semana.

Conta as estrelas se puderes.
Sei, de sobra, que não poderei...
Mesmo assim
me delicio
em recomeçar
mil vezes
a contagem impossível
que leva à conclusão de sempre:

"Impossível ser mesquinho
quando se tem, diante dos olhos
cada noite,
milhões de mundos
cantando
a largueza e a generosidade
do Criador e Pai!"
D.H. c.

Rô... disse...

oi Runa,

prefiro ver a chuva com olhos de romantismo,
de inspiração,
não tão denso,
mais leve,mais suave...
maneiras diferentes de observar a chuva...

beijinhos

Vera Lúcia Duarte disse...

OI RUNA,
PELO QUE ESTOU VENDO CONTINUAM A TE CONFUNDIR E A TE CHAMAREM DE QUERIDA (RS.RS.RS.).

ACHO OS SEUS VERSOS BEM DIFERENTES.

GOSTEI, MAS SENTI MELANCOLIA.

ABRAÇO.

rosa-branca disse...

Olá amigo, ainda hoje aqui andou um amolador no bairro onde moro e a conversa é sempre a mesma. Anda a pedir chuva. Lindo e nostálgico o teu poema. Beijos com carinho

flor de jasmim disse...

Runa meu amigo
Lindo teu poema com uma forte nostálgia, mas o poeta é isso mesmo. Adorei. Sabes que adoro ver ou ouvir a chuva se não fôr durante muitos dias. Faz muitos anos que não vejo um amolador.
Beijo

* Verinha * disse...

Olá Runa!
Mesmo sendo triste o poema não há como negar a sua beleza!

Uma super beijoquinha em seu coração..
Verinha

Simone Audrei disse...

Hoje Runa, você me remeteu ao passado com seu poema. Nossa! Aqui na minha cidade amolador de rua, já não existe há muuuuuuito tempo. A música do amolador me lembra minha infância, quando aqui ainda era uma cidadezinha mais calma, mais interiorana. É um poema bem nostálgico...mas lindo!
Gd abraço

MARILENE disse...

Sempre lambemos feridas antigas, basta que doam e que ressuscitem lembranças. Como a tristeza dobrou a esquina, prefiro pensar que se foi, acompanhando o amolador de facas.

Suas palavras são sempre profundas e encantadoras.

Bjs.

нєllєи Cαяoliиє disse...

gosto de ver a chuva como um momento bom! :)
Sábias suas palavras!
Beijo

Fátima disse...

Runa seu Meme, agora meu tb, está lá
sendo espalhado pelo mundo blogueiro...
Será no canteiro
a semeadura mais linda.
Obrigada!
com carinho
rosa
de Fátima

valeria soares disse...

A alegria sempre vem pela manhã!

Belo poema.

Sandra disse...

Que saudades do meu tempo de criança quando ouvia o homem das latas (assim eu lhe chamava)a anunciar a sua chegada e a pressagiar a chuva. Eram bem mais fáceis esses tempos...hoje a chuva instala-se sem aviso.
Beijinho

Nathacha disse...

Estou te seguindo, se puder retribuir eu agradeço :)


beijos


By, Nathacha Phatcholly


www.medicinepractises.blogspot.com

Reinadi Sampaio disse...

Gosto de te ler daqui, mesmo estando tão longe, meu amanhecer também tem sido assim... Cães que ladram, chuva que cai, deixando uma nostalgia no ar, e tenho também um amolador que aparece tocando seu apito, como canção de despertar o dia, como se estivesse 'amolando nossas facas' para estripar "pressagio"... Mas gosto da chuva, os pingos caindo e os vou colhendo um a um para regar minhas pétalas para brilharem junto ao sol quando ele retornar.

Belíssimo meu amigo, já não fico triste quando te leio, sei dessa tua forma ímpar de jogar ao vento as palavras e elas nos chegam, febris, tristes, mas em uma beleza impressionante.

Flor.

Amanda Carvalho disse...

Oi Runa, tudo bem? Liindo seu texto como sempre! Adoro dias chuvosos justamente pela nostalgia que a que o clima nublado nos remete, parece-me como se o mundo, a natureza seja lá o que for nos permita ser no fundo como nos todos somos tristes, é um concessão à reflexão. Beijos bom restinho de semana p vc!

Alegre Amanhecer disse...

Meu amigo, meu irmão, que hoje e sempre as bênçãos do Criador caiam sobre ti e toda tua família! Feliz aniversário!

http://florbellaba.blogspot.com/2011/05/no-ritual-da-manha-em-homenagem.html

Um grande abraço fraterno, da amiga/mana de cá do outro lado do oceano.
Flor.

Reinadi Sampaio disse...

Passa lá.
http://florbellaba.multiply.com/journal/item/544/544

Colecionadora de Silêncios disse...

Amigo, a sua poesia é navalha dos sentidos. Corta a carne dos olhos e faz sangrar bonito a alma poética da gente.

Beijo grande... (e perdoe-me pela ausência...)

Antober disse...

Caro poeta
ao mesmo tempo que reconhecemos a riqueza das imagens que este poema nos trás de um passado mais ou menos distante, aproveitamos a oportunidade para o saudar com uma hora de atraso pelo seu aniversário.
Felicidades
Abraço
Antonius e Olema

CF disse...

Olá Runa
já havia passado por cá uma vez a retribuir a sua visita ao meu blogue...e já tenho vindo mmais vezes para deliciar-em na leitura de pensamentos tão profundos vindos dose us textos! Gostaria de fazer-lhe um pedido, se não considerar abuso... achei o seu texto sobre Alzheimer simplesmente fabuloso e queria colocar no meu blogue (com a devida referência ao autor, claro) visto ter alguns temas sobre saúde... não achei melhores palavras para descrever a doença do que as suas.
Aguardo a sua resposta, se não se importar.
Abraço
P.S: sobre dias chuvosos, pessoalmente não me atraem... prefiro os dias solarengos onde possa espraiar a minha liberdade e sair por aí a gozar esse esplendor!

Ange disse...

Boa noite Runa!
Vi que você visitou meu espaço e deixou lá marcada sua presença, então entro aqui com prazer para fazer conhecimento com você e seus textos.
Andei passeando um pouquinho por aqui e escolhi este texto para comentar.
Gostei muito deste particular poema por me identificar nestas letras as quais transmite uma pitada de nostalgia.
Muito gostei de conhecer seu espaço!
Uma linda noite para você!
Lembranças..

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...