terça-feira, 26 de abril de 2011

Baralho do destino


Viro as cartas
sobre a mesa de imitação de cerejeira
procurando no oráculo profano
dos rostos de cartão
o rumo do meu destino enevoado.

Auscultando velhos enigmas
presos num recanto de névoa
espreito os caminhos do amanhã
nas portas entreabertas
de uma luz embaciada
onde um alvoroço de presságios
sacode o regaço sombrio dos naipes
quando pergunto a cor do futuro
à vidente cega dos baralhos.

______________________________________________
Post views: counter

18 comentários:

C. disse...

Amedrontadoras adivinhacoes, nem sempre gosto do que vejo.

Maria Luisa Adães disse...

Runa

O encontrei em tempos, me ausentei e deixei o
presente,
procurei o Futuro, mas não encontrei!

Deparo com esta mesa, adivinhando esse mesmo futuro...

"Procurando no oráculo profano
naqueles rostos de cartão
o rumo de um destino enevoado"...

Belo teu poema, me deslumbrou e o amei!

Maria luísa

Maria Luísa

Lara Vic. disse...

que lindo o poema. Amei mesmo. Especialmente porque eu jogo um pouco de Tarô e me identifiquei muito.
Parabéns, no mínimo perfeito.

Sandra disse...

Imagem perfeita para ilustrar palavras tão bem conjugadas. Será cega a m(s)orte ?
Beijinho

Sara Carvalho disse...

Às vezes me dá vontade de saber o meu futuro. Mas aí paro e penso que talvez seja pior.
E se a vidente cega disser o que eu mais temo?
Melhor não rsrs
Abraço!
Boa semana.

Rô... disse...

oi Runa,
bom dia...

a curiosidade de saber o que virá,
muitas vezes é decepcionante,
prefiro pensar que o futuro é hoje e vivê-lo
intensamente!!!

beijinhos
linda terça

нєllєи Cαяoliиє disse...

de vez em quando me surge uma vontade louca de querer saber sobre o meu futuro também,e saio em busca tentando encontrar essas respostas,mas as respostas está dentro de cada amanhecer.
Belo poema,faz-nos pensar!
Beijoss

flor de jasmim disse...

Runa
Adorei!!!
Quantas não são as pessoas e as vezes que gostariam de saber um pouquinho que fosse do seu futuro. Sabes eu chego á conclusão que prefiro não saber, já basta as vezes que penso nele e sinto uma angústia enorme.
Beijonho fica bem

Malu disse...

Todos nós somos um pouco videntes e cegos em relação ao nosso futuro.
Lemos apenas as cartas que nos interessam...
Abraços

Um belo poema e com metáforas bem usadas.

Fátima disse...

Credo, Runa...
Nao jogue cartas, assim não!
Deixe acontecer...
Amanhã, quem sabe?
A morte é certa, claro.
Mas enquanto ela não vem
quero mais é viver bem
SEM PENSAR NELA.
Rs Rs
Tudo bem com vc ?
A vida é bela!!!
Com carinho
e uma flor
rosa de Fátima

Reinadi Sampaio disse...

"o rumo do meu destino enevoado"

Que bom te ver de volta meu amigo a falar do destino.

...destino verdadeiro limiar da nossa ignorância... Tudo nele é interrogação...

Um grande abraço fraterno meu amigo.
Flor.

Debora Mota disse...

Que poema forte! meio assustador, mas belo.

conceição fittipaldi (Mallika) disse...

Pobres seres que temem o seu destino lido num oráculo.
Cumprimos talhá-lo em cada ato de hoje e sempre.
Não é o oraculista a fera temida.
Mas, o próprio condutor de sua teia de Ariadne.

Amo os oráculos. Lanço Runas há mais de 20 anos e vejo o bem que elas fazem.
Belo poema.

Fátima Vaz de Lima disse...

No meu momento atual, não quero e não posso me preocupar com o futuro. Vivendo um dia de cada vez, deixo que a vida me leve.
Belo poema.
Gosto de tarô e de todos os místérios que se apresentam para nós, ao longo dessa jornada terrena.
Grande abraço.

FlorAlpina disse...

Olá Runa,
Bonito poema!

Gostava de decifrar os mistérios das cartas, mas quanto mais procuro futuros, mais passados me atormentam, pudera viver o presente sem medo!

Bjs dos Alpes

Mara disse...

Boa noite, Runa!
Tuas composições poética me encantam.
...
espreito os caminhos do amanhã
nas portas entreabertas
de uma luz embaciada...

Gostei muito.
A imagem está bem casada com os versos,parabéns.
Beijos,
Mara

Vera Lúcia Duarte disse...

OLÁ, RUNA,
Buscamos nas cartas um futuro que cabe a nós construir, com erros ou acertos.
Já tive , outrora, meus momentos de curiosidade
sobre o futuro.
Extraordinário poema, embora com uma imagem arrepiante.
Agradeço-lhe pela visita e por se integrar aos meus seguidores. Volte sempre. Já estou seguindo você.
Beijos.

Varanda Azuis disse...

Como sempre, teus versos tocam minha alma...belíssimo poema!

bjos...um ótimo final de semana prá ti!

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...