domingo, 5 de fevereiro de 2012

O bicho da folha


A lagarta deslizou sobre a folha
com um apetite de sílabas tenras
arrastando o corpo disforme
tudo devorando à passagem.
Suspensa nos troncos finos do poema
sugou a seiva que sustinha as estrofes
empanturrou-se com os mais suculentos versos
arrotou a baba de todas as rimas
e só deixou palavras descarnadas
nas mãos lambidas do poeta.


_______________________________________________
Post views: counter

13 comentários:

Multiolhares disse...

mas as folhas contorcidas pela dor e fragmentadas pela lagarta ficaram felizes pois poetaram essencia de amor dadiva de um poeta.
bj

helio.rocca disse...

Muito bom este poema amigo Runa. Até mesmo uma lagarta nos faz refletir sobre a existência...

rosa-branca disse...

Lindo meu amigo como tudo o que escreves. A lagarta tem desculpa...agora muitos que comem tudo à nossa volta não. Beijos com carinho.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Essas lagartas maravilhosas, são mesmo "auto-didatas"...frequentam a melhor escola...

Lindas imagens!!!

Um abraço, Runa
da Lúcia

Flor de Jasmim disse...

Runa meu amigo
por cá estamos a ser devorados sem piedade por lagartas sem escrúpulos.

Excelente poema mei amigo.

Beijinho e uma flor

Adélia

Reinadi Sampaio disse...

Sempre me surpreende os teus momentos de poesia.

Tuas palavras musicalidade... O contraponto... Entre ‘as lagartas’ que a tudo vão devorando...

Resumindo: teu momento uma bela Composição Poética, tal quais os “Vampiros” – ‘ eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada... ’.

Te abraço.
Flor.

Solange disse...

e depois disso,
vai descansar satisfeita,
até se transformar numa linda borboleta poética,
nos inspirando ainda mais..

bjs.Sol

Maria Emilia Moreira disse...

Muita inspiração à flor da pele...muita criatividade saindo por todos os poros...
Belo poema!

mfc disse...

E amanhã será uma borboleta linda!

(Ouvi a tua declamação do poema da Reinadi e gostei imenso.
Parabéns)

ELIS CÂNDIDO disse...

SERIA FEIO ADMITIR QUE, POR VEZES ME COMPARO A ESTA LAGARTA VORAZ, QUE DEVORA LOUCAMENTE TODOS OS VERSOS QUE ENCONTRA PELA FRENTE?
ABRAÇOS SEMPRE.

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa tarde prezado Amigo
Venho lhe desejar uma linda semana coberta de muita paz e amor!
Sua presença é muito importante em meu recanto, por esta razão veio lhe agradecer a sua presença.
Assim que poder acesse o link
http://www.mariaalicecerqueira.com/2012/01/degustacao-do-livro-vida-nossa-de-cada.html
e leia a degustação do meu próximo livro! Vida nossa de cada dia!
Obrigada de todo o coração!
Abraço fraterno

Eduarda disse...

amigo,

um poema pleno de ironia, com farpas subtis que nos desnudam.

bj

Vera Portella disse...

POETA ENCANTADOR!
GOSTO DO QUE ESCREVES E MUITO!
PARABENS

VERA PORTELLA

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...