sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Ditadores


De tanto verem na ilusão dos espelhos
a sua pequena imagem deformada
os anões perversos da fábula
julgam agora serem os gigantes
que dominam as cidades adormecidas

e fazem estremecer o mundo
com o eco atarracado do seu júbilo
quando correm descalços no nevoeiro
martelando as tábuas podres do soalho
com o passo manco da cegueira


___________________________________________________
Post views: counter

16 comentários:

Mara disse...

Boa noite, Runa!
Passando pra apreciar mais uma bela composição poética.
Aproveito e desejo-te um ótimo final de semana.
Beijo,
Mara

Flor de Jasmim disse...

Runa
Triste não deixarem de fazer estremecer o mundo.
Beijo meu amigo

Álvaro Lins disse...

Excelente! (Mas um dia as cidades acordam)!
Abraço

José Sousa disse...

Olá querida amiga Runa.
Muito lindo este teu poema, como sempre.
Desculpa só hoje, mas é que o trabalho não me dá tempo para blogar.

Um abraço com um beijinho e bom Domingo.

Reinadi Sampaio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Reinadi Sampaio disse...

Existe uma palavra, que altera tudo isto – consciência – mas infelizmente "as cidades adormecidas" refugiam-se no medo,de forma inconscientes ao ponto de achar que "os anões perversos da fábula" são verdades absolutas.

Meu irmão, ler-te fez-me transitar entre a coragem, o medo e os líderes. Principalmente à respeito da queda pelo excesso de coragem que traz consigo o aparecimento de pessoas com medo, que se transformam em... Pseudos líderes
e no fundo, não são mais que manipuladores assumidos da gestão do medo!

Feliz domingo. Um grande abraço fraterno.
Flor.

Reinadi Sampaio disse...

*Pseudos líderes - Ditadores!

Vera Lúcia disse...

Olá Runa,
EXcelente!
Estes anões se acham gigantes exatamente pela apatia conformada das cidades. Mas um dia um
brado mais forte se fará, pois nada permanece impune.
Obrigada pela visita, amigo.
Abraço.

Anna Amorim disse...

Runa,

Teu poema revela uma verdade. Pena que os cegos de alma não leem poemas.

Beijos,

Anna Amorim

CF disse...

Runa
ao ler o teu poema lembrei-me do livro de Saint Exupery "Cidadela"...a (re)construção do sentido da vida! Um dia, mais cedo ou mais tarde isso acontece...
Abraço

Mara disse...

Boa Noite!
Meu Blogue “Lusofonia Poética “está sendo Homenageado no Blogue “Um Farol Chamado Amizade”. Convido a todos para irem até lá e conhecer mais um espaço cultural.
Sua visita me deixará muito feliz.
Beijo,
Mara

http://nuestramizade.blogspot.com/

нєllєи Cαяoliиє disse...

Tomara que ao acordarem,não seja tarde demais.....
Excelente reflexão,Querido amigo Runa,parabéns!
Um beijo e uma semana iluminada pra ti!

mfc disse...

E há-os demais por aí... sob a capa da democracia!

Evanir disse...

O seu carinho é tão contagiante,
que se eu estiver me sentindo triste,
suas mensagens sempre conseguem me animar.
A sua amizade é importante para muitos,
e principalmente para mim.
Só o fato de você existir já é motivo de alegria
Obrigada pela paz que você transmite,
e pela luz que irradia do seu coração.
Beijos no seu coração,Evanir...

♥♥♥Ani♥♥♥ - Cristal disse...

Oi Runa querido

Saudades de você!

As vezes em algumas situações da nossa vida, fazemos com que anões virem gigantes mesmo...
Lindo!!!

Beijos
Ani

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

"Os ditadores não mais usam palanques nem dão palavra de ordem. Dominam as máquinas das palavras e sussurram suas senhas..."(Profex)

Grande abraço!

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...