sábado, 28 de setembro de 2013

Últimos sinais


Talvez uma réstia de perfume antigo
perdure ainda na orla do teu vestido
quando sacodes os cabelos molhados
e te libertas da persistência da chuva.
Talvez o tempo não tenha apagado tudo
e nalgum lugar repouse ainda a inocência
que um dia atravessou a claridade dos dias.
Talvez a memória breve daquilo que fomos
ainda se abrigue num rumor de ventania
ou no frio amadurecido dos teus lábios
quando lentamente fechas os olhos
e escutas, no mais profundo de ti
os últimos sinais da minha respiração.

_______________________________________
Post views: counter

9 comentários:

Gracita disse...

Oi Runa
Lindo poema de amor meu amigo. Um sentimento forte que deixa marcas fortes no coração.
Beijos e carinhos da amiga
Gracita

Passarinho de Primavera disse...

réstia de perfume antigo
orla do vestido
persistência da chuva
os cabelos molhados
a inocência
o rumor da ventania
a claridade dos dias
teus lábios
teus olhos fechados
Momentos que não se esquece pois, a respiração aumenta
na lembranças dos últimos sinais.

Elen de Moraes K borboleta poeta disse...

O poeta está tão cheio de sinais que parece um farol sinalizando um mar revolto...
Um adorável poema de amor e paixão!
Bem haja, Runa!

O tempo das maçãs disse...

Sem palavras... Absurdamente lindo.

Olinda Melo disse...

Há sempre algo que fica, recordações que assomam de mansinho e que vão trazendo aromas, gestos, palavras, de tempos que já parecem inacessíveis.

Abraço

Olinda

Passarinho de Primavera disse...

Feliz fim de semana.

Evanir disse...

Que nunca me sinta sozinha
nem afastada das pessoas
que amo.
Peço sabedoria para perceber
a presença de Deus
em todos os corações humanos.
Que minha presença no seu blog
eu venha semear somente a paz,
Que todas visitas , que eu realizar
eu deixe uma semente , que ao
germinar seja somente esperança
a nascer fazendo da sua vida
um mundo de infinita paz.
Que a fé manifeste a cada dia maior,
e você seja mais um anjo a manifestar
evolução mostrando o poder ,
que existe no amor de Deus.
Uma abençoada semana.
Beijos ,Evanir.saudades,

Carina Rocha disse...

Olá!

Como está? Espero que se encontre bem. Estive muito tempo sem vir ao blogue, tanto ao meu como aos blogues que sigo. Quero recuperar esse tempo por isso sempre que puder vou tentar ler as suas publicações porque se o sigo é porque, realmente, gosto.
Sou a autora do blog "Não procurei pelos teus olhos", blogue que agora pus privado, mas entretanto criei um novo, ei-lo:
http://odesassossegodosilencio.blogspot.pt/
Caso esteja interessado, seja muito bem-vindo.
Espero que goste.

Um beijo

Carina Rocha

rosa-branca disse...

Olá Runa, um poema tão magoado e que adorei. Porque será que com mágoa teima em ser belo...beijos com carinho

Enviar um comentário

Obrigado pela visita. Se puderes, deixa uma mensagem.

Abraço. Volta sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...